domingo , dezembro 11 2016
Home / Futebol / Após queda de laje e morte, empresa declara luto e interrompe trabalhos em estádio do Palmeiras

Após queda de laje e morte, empresa declara luto e interrompe trabalhos em estádio do Palmeiras

Vigas que sustentavam quatro camarotes cederam no fim da manhã de segunda-feira (15)

Estádio (foto) fica no bairro da Pompeia, zona oeste de São Paulo Eduardo Enomoto/R7

Após o desabamento que matou um operário e feriu outro, a WTorre, construtora responsável pelas obras do estádio do Palmeiras, informou que os trabalhos serão paralisados no local nesta terça-feira (16), em luto à morte do funcionário, que era de uma empresa terceirizada. O engenheiro-chefe e outros envolvidos na construção devem ser interrogados pela polícia, também nesta terça-feira.

Segundo a nota emitida pela WTorre, o trabalhador morto era Carlos de Jesus, de 34 anos, da empresa TLMix, que fornece e monta pré-moldados em concreto. A construtora acrescentou que está empenhada “em identificar, com as autoridades públicas competentes,  as causas desta fatalidade no menor prazo possível”.

O desabamento aconteceu no fim da manhã de segunda-feira (15), na obra do novo estádio do Palmeiras, na Pompeia, zona oeste de São Paulo. A polícia apurou que as vigas laterais que sustentavam quatro camarotes cederam e fizeram com que eles caíssem. O delegado Marco Aurélio Batista ainda aguarda os laudos do Instituto de Criminalística para apontar os responsáveis.

O outro operário ferido foi levado para a Santa Casa de Misericórdia, passou por exames na tarde de segunda-feira e passa bem. Ele sofreu escoriações no ombro e na lombar.

Do R7

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.