sábado , dezembro 10 2016
Home / RN / Seca no RN: Reservatórios do Estado atingem níveis críticos

Seca no RN: Reservatórios do Estado atingem níveis críticos

A seca no interior do Rio Grande do Norte se agrava e os reservatórios de água estão perdendo dia após dia as reservas do líquido tão precioso para o abastecimento. Do total de 23 reservatórios que a Companhia de Abastecimento e Esgotos do RN (Caern) utiliza para o abastecimento de água das cidades do interior, metade está com nível abaixo de 20% do total da capacidade. Esses 11 reservatórios são responsáveis pelo abastecimento de 19 cidades, que somam uma população de 196 mil 129 habitantes, segundo Censo 2010, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Outros sete reservatórios mantêm um nível entre 20% e 40% do total da capacidade. E apenas cinco estão com reserva acima de 40%.

Os dados são do levantamento realizado pela Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), que também confirma que somente dois destes reservatórios estão com o nível acima de 50%. São o açude Rodeador, que abastece os municípios de Rafael Godeiro e Umarizal, e a lagoa do Bonfim, responsável por abastecer Boa Saúde, Bom Jesus, Campo Redondo, Coronel Ezequiel, Ielmo Marinho, Jaçanã, Japi, Lagoa d’Anta, Lagoa de Pedras, Lagoa de Velhos, Lagoa Salgada, Lajes Pintadas, Monte das Gameleiras, Passa e Fica, Rui Barbosa, Santa Cruz, Santa Maria, São Bento do Trairí, São José do Campestre, São Paulo do Potengi, São Pedro, São Tomé, Senador Eloi de Souza, Serra Caiada, Serra de São Bento, Serrinha, Sítio Novo e  Tangará.

De acordo com a coordenadora da Gerência de Recursos Hídricos da Semarh, Joana Darc Freire de Medeiros, algumas medidas devem ser adotadas pela pasta para minimizar a queda dos volumes dos reservatórios. Joana Darc citou como possíveis ações: a  diminuição da vazão de água nas comportas e a restrição do uso do líquido retido para o consumo humano, não permitindo a utilização para atividades com a irrigação, por exemplo. As previsões meteorológicas apontam para um inverno abaixo da média no interior do Rio Grande do Norte, o que prejudica ainda mais a situação dos reservatórios do Estado. Com a escassez de chuvas, não há reposição e aumenta a perda de água pela evaporação, além do que já se perde para o abastecimento das cidades.

A reserva hídrica com mais baixo nível está no açude Pilões, responsável por abastecer a cidade de mesmo nome. O açude pode armazenar 5.901.875 m³ de água, mas atualmente possui um nível de 5.938 m³, o que representa 0,10% do total. A cidade tem 83 km2, segundo o IBGE, com 3.453 habitantes afetados com o colapso no abastecimento e que dependem do carros-pipa para fornecer água.

Emparn registra chuvas em 42 municípios

A Gerência de Meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn), informou a ocorrência de chuvas em 42 municípios, em todas as regiões do Estado, desde às 7h da terça-feira (19) até às 7h de ontem (20). As maiores chuvas foram registradas em Caicó (no posto de observação do Batalhão de Engenharia), com 72 mm; São Fernando, com 62 mm; e Parelhas, com 60,2 mm, no Seridó. Diversos outros locais do Seridó e do Alto Oeste apresentaram precipitações acima de 20 mm.

A ocorrência das chuvas nesses últimos dias se devem ao mesmo fenômeno, conforme a previsão do tempo feita diariamente  pela Emparn de "presença de instabilidades associadas a Zona de Convergência Intertropical e a circulação ciclônica dos ventos em altos níveis da atmosfera". Na segunda-feira, a Emparn registrou chuvas em 46 municípios.

No Estado, 407 carros-pipa fornecem água

A Defesa Civil, o Exército e a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) permanecem  utilizando carros-pipa para auxiliar no abastecimento das cidades do interior do Estado em virtude da escassez de água no período de seca. De acordo com o coronel Josenildo Aciolli, coordenador estadual da Defesa Civil, são quarenta municípios que recebem água dos carros disponibilizados pela verba destinada à Defesa Civil do Estado.
A Caern confirmou que usa desta alternativa para não desguarnecer a população das cidades de Luis Gomes, Antônio Martins, João Dias, Equador,  Riacho de Santana, Água Nova, Pilões, Olho D’água dos Borges, Serrinha dos Pintos, Carnaúba dos Dantas, São José do Seridó, Doutor Severiano, Serra Negra, Paraná e Coronel Ezequiel onde o abastecimento via Caern entrou em colapso.
Ao todo são 407 distribuídos para atender a todo o Estado, por meio do Exército Brasileiro, da Defesa Civil e da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern).

Previsão é de chuvas abaixo da média no RN

Vários meteorologistas de todo o país estão reunidos, em Recife, até hoje,  na "Reunião de Análise e Previsão Climática para o Setor Leste da Região Nordeste", que começou ontem. Gilmar Bristot, meteorologista da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn), está participando do evento e adiantou que as notícias quanto ao inverno 2013 não são boas para os sertanejos.

"Os agricultores e pecuaristas não devem se animar com a chuva dos últimos dias", alertou o meteorologista. Bristot disse que as previsões que haviam sido antecipadas pela Emparn se confirmaram. As expectativas são de precipitações abaixo da média normal para  o semiárido do Estado nesse período do ano, deixando ainda mais crítica a situação das cidades que sofrem com a seca e mais baixos os níveis dos reservatórios e, consequentemente, dificultar ainda mais as atividades econômicas, principalmente, a pecuária e a agricultura.

Na faixa litorânea, de acordo com os estudos meteorológicos, os índices devem atingir níveis médios ou baixos do normal no inverno deste ano. Ao final da reunião, os meteorologistas divulgam um novo relatório climático.

Da Tribuna do Norte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.