segunda-feira , dezembro 5 2016
Home / Polícia / Quadrilha é presa em Pedro Velho suspeita de pistolagem

Quadrilha é presa em Pedro Velho suspeita de pistolagem

De acordo com a polícia, bando teria praticado cerca de 20 homicídios.

Foto: Divulgação / Polícia Civil

Uma operação da Polícia Civil, batizada de Muralha, resultou na prisão de quatro pessoas, na cidade de Pedro Velho, na manhã desta sexta-feira (22). A ação visa desarticular uma quadrilha suspeita de crimes de pistolagem e execução.

De acordo com a assessoria de comunicação da Polícia Civil, foram presos José Carlos Fernandes, conhecido pelo apelido de “Pai Carlinhos”, José Hermínio Filho, José Edson Peixoto e Maria Jose da Silva.

Os quatro tiveram mandado de prisão expedido pela comarca de Pedro Velho, após investigações apontarem a participação deles em homicídios. A Operação Muralha foi deflagrada no início da manhã, sob o comando do delegado Normando Feitosa.

Ainda de acordo com a polícia, a quadrilha era especializada em matar pessoas com dívidas com o tráfico de drogas. Aproximadamente 20 pessoas teriam sido assassinada nos últimos meses, nas cidades de Parnamirim, São José de Mipibu, Montanhas e na própria Pedro Velho.

Segundo as investigações da Polícia Civil, no agreste potiguar havia um grupo de extermínio chefiado por Gerivaldo Silva da Cruz, vulgo “Val da Paulista”, que cometia vários homicídios entre as cidades de Parnamirim, São José do Mipibu, Pedro Velho e Montanhas. A quadrilha liderada por ele foi desvendada através de interceptação telefônica, na qual foi apontado também os quatro acusados como integrantes do grupo, além de um adolescente.

A rede criminosa envolvia além de homicídios, os crimes de tráfico de drogas e porte ilegal de armas. Val da Paulista já respondeu por tentativa de homicídio no Distrito Federal, por homicídios em São Paulo, Parnamirim e Natal, e crime de tráfico de entorpecentes no Rio Grande do Norte.

Em depoimentos prestado por testemunhas, vários disseram terem visto Val em dois recentes homicídios, motivado por acerto de contas referente ao tráfico de drogas. Val está ligado diretamente a pelo menos vinte homicídios no estado.

Portal B.O

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.