quinta-feira , dezembro 8 2016
Home / Poemas e poesias / Lua Cheia ou Minguante?

Lua Cheia ou Minguante?

O tempo foi passando lentamente…
As lembranças que guardava de você,
De um amor vivido tão intensamente,
Foram morrendo, morrendo, por quê?

Desfez-se como fumaça ao vento
No tempo determinado para acabar
Sem mar e sem ilusão, morreu a contento
Ao relento e sem alento, como te amar?

Foi à lua cheia que virou minguante
No instante, a finidade que passou,
Esfriou meu coração tão fortemente
E como gelo se desfez, evaporou…

Hoje, relembrar esse amor é meu tema,
Pois a leve saudade do amor que ficou
Faz valer a pena ter feito essa rima
Ao que poderia ter sido um grande amor.

Ah! Essa noite que veio me dizer
Do prazer de estar em pensamentos com você
Quero entrar na dança feito criança.
Vaga lembrança de amor não cansa.

Autor: Prof. Francisco Cândido (Berto)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.