sábado , dezembro 10 2016
Home / RN / Governo do Estado destaca a renúncia fiscal de R$ 6 milhões em prol da cultura do Estado

Governo do Estado destaca a renúncia fiscal de R$ 6 milhões em prol da cultura do Estado

A Lei Câmara Cascudo (LCC) chega ao seu 13º ano com um resultado positivo com o apoio e financiamento de projetos culturais nas mais diversas áreas, que somam mais de R$ 33 milhões investidos. E visando ampliar a cada ano o número de projetos que compõem a nossa história cultural, o Governo do Estado anunciou na última quarta-feira, 30 de janeiro, em Diário Oficial do Estado (DOE), a renúncia fiscal do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) no valor de R$ 6 milhões, para o ano de 2013, para o financiamento de projetos culturais, através da Secretaria Extraordinária de Cultura / Fundação José Augusto (Secultrn/FJA). Contudo, o valor só será totalmente aproveitado se as empresas financiarem as iniciativas culturais. No ano de 2012, foram utilizados pelos artistas potiguares apenas R$ 2,6 milhões, dos R$ 6 milhões disponíveis.
Fazendo um retrospecto da LCC vemos que os grandes projetos que mobilizaram e agitaram a cultura do nosso Estado foram financiados e viabilizados, nos últimos treze anos, graças a sua vigência. Desde 2007, destacam-se os projetos apresentados pela Casa da Ribeira; Festival Música Alimento da Alma (MADA); Projeto Transforme-se, de artesanato; Circuito Potiguar do Livro, incluindo as Feiras de Mossoró, Caicó, Pau dos Ferros e Natal; Fest Bossa & Jazz; Espetáculo Um Presente de Natal; Espetáculo Santa Luzia Cultural, em Mossoró; implantações dos museus do Vaqueiro e de minerais e Rochas do RN; a Revista Papangu, em Mossoró; e, Circo da Luz, que percorria o Estado; além de muitos outros, que completam os R$ 33.230.308,08 captados ao longo de sua vigência. A lista completa se encontra em nosso site: www.cultura.rn.gov.br, no link Lei Câmara Cascudo.
Para serem beneficiados com os recursos, os artistas e produtores culturais precisam elaborar um projeto e inscrevê-lo no Edital da Lei Câmara Cascudo de Incentivo à Cultura. Em seguida, o projeto será avaliado pela comissão gestora da Lei, que selecionará os projetos aptos a captação dos recursos. Contudo, depois deste processo ainda é necessário conseguir um empresa para que os recursos sejam captados e o projeto se efetive, o que muitas vezes acaba sendo uma das dificuldades.
Pensando nisso, como muitas empresas têm tido certa resistência e dificuldades em começar a financiar os projetos, a Secultrn/FJA, através da secretaria Isaura Rosado, está indo até os empresários para sensibilizá-los e mostrar o quão vantajoso é investir na cultura. "Tenho visitado inúmeros contribuintes de ICMS, convidando para aproveitar as vantagens da Lei e chamando a atenção para o quão simpático que é a associação da grande empresa às ações públicas de apoio à cultura. Em Natal já estive com Nevaldo Rocha, Antonio Gentil, Miranda Computação, Três Corações, equipe da Coteminas. Visitei também empresários em Mossoró: Herbert Vieira da SimSal, grupo Porcino, Posto Olinda de Neuso, Supermercado Rebouças, Tecido Líder. Devo seguir nessa "peregrinação". Acho que vamos ampliar valores e o número de empresas", destacou Isaura Rosado.
Entre as empresas que mais apoiaram os projetos em 2012 estão COSERN (R$ 2.119.414,00), Ambev (R$ 302.000,00) e Petrobrás (R$ 187.800,00), mostrando que ainda há muito espaço para novas empresas aderirem ao fomento cultural do Estado através da Lei, não se restringindo aos projetos somente na grande Natal, mas em todo o RN.

Do Site do Governo do RN

VEJA AINDA


Criança de 6 anos morre após deslizamento de terra no Rio de Janeiro

Novela Salve Jorge, resumo do capítulo de quarta, 06 de fevereiro de 2013.

Novela Guerra dos Sexos, resumo do capítulo de quarta, 06 de fevereiro de 2013.

Novela Lado a Lado, resumo do capítulo de quinta, 07 de fevereiro de 2013.

Jogador Adriano curte balada com muitas mulheres

Telefonia: Presidente da TIM anuncia que está deixando a empresa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.