quarta-feira , dezembro 7 2016
Home / Polícia / Preso fica entalado nas grades da cela em cadeia de Natal

Preso fica entalado nas grades da cela em cadeia de Natal

Ocorrência foi registrada no Núcleo de Custódia da Polícia Civil.
Diretora da unidade também confirmou tentativa de fuga em massa.

Leonardo Gomes da Costa, de 23 anos, passou meia hora entalado entre as grades (Foto: Tânia Pereira)Leonardo Gomes da Costa, de 23 anos, passou meia hora entalado entre as grades
(Foto: Tânia Pereira/diretora do Núcleo de Custódia da Polícia Civil)

Um homem que está preso no Núcleo de Custódia da Polícia Civil, na Cidade da Esperança, zona Leste de Natal, ficou 30 minutos entalado entre as gradas da cela da unidade depois de tentar fugir durante a madrugada desta segunda-feira (21). A informação foi confirmada pela diretora da unidade, Tânia Pereira, que fotografou o preso dependurado. Ela também afirmou que os agentes ainda impediram uma fuga em massa durante a madrugada.

Tânia contou ao G1 que o homem que ficou entalado, Leonardo Gomes da Costa, de 23 anos, está detido sob acusação de furto. A diretora disse que os presos cerraram a grade da única cela do Núcleo de Custódia e tentaram escapar, mas a ação foi percebida pelos policiais de plantão.
“Nós ficamos aguardando que mandassem alguém para fazer o reparo na grade, mas isso não ocorreu”, relatou Tânia Pereira. Ela contou que Leonardo Gomes tentou fugir depois que a grade havia sido danificada, pouco tempo após a tentativa de fuga em massa. Porém, ele ficou entalado entre a parede e a estrutura de ferro.
“Os próprios companheiros de cela ajudaram a retirar o preso”, afirmou a diretora do Núcleo. Tânia Pereira confirmou que atualmente 70 homens se encontram detidos na única cela existente na unidade.

Núcleo interditado

O Núcleo de Custódia da Polícia Civil não pode receber novos preso. Por determinação da Justiça, ainda em agosto do ano passado, a Secretaria de Estado da Justiça e da Cidadania (Sejuc) do RN foi obrigada a remover todos os detentos do local. Segundo o juiz da 4ª Vara da Fazenda Pública de Natal, Cícero Martins de Macedo Filho, a unidade não apresenta infraestrutura adequada.

No mês passado, a Coordenadoria de Administração Penitenciária (Coape) deu início à transferência. No entanto, segundo a própria diretora da unidade, 70 homens ainda se encontram no local.

Do G1 RN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.