sábado , dezembro 3 2016
Home / Polícia / Polícia divulga foto do suspeito de estuprar turista mineira no RN

Polícia divulga foto do suspeito de estuprar turista mineira no RN

João Marcos, o 'Galo Seco' (Foto: Divulgação/Polícia Militar do RN)João Marcos Gustavo da Silva, o ‘Galo Seco’
(Foto: Divulgação/Polícia Militar do RN)

A Polícia Militar do Rio Grande do Norte divulgou ao G1 a fotografia do jovem suspeito de estuprar uma turista mineira de Belo Horizonte que passava férias com a família na capital potiguar. O suspeito, segundo a polícia, foi preso na manhã desta terça-feira (22) e confessou o crime, fato ocorrido no dia 11 deste mês nas proximidades da Lagoa do Carcará, balneário localizado no município de Nísia Floresta, na região metropolitana da Grande Natal.
Segundo o capitão Denilson, do 3º Batalhão da PM, o suspeito chama-se João Marcos Gustavo da Silva, de 19 anos, conhecido como ‘Galo Seco’. “Ele foi preso no distrito de  Oitizeiro, lá mesmo em Nísia Floresta”, disse o oficial. A prisão, ainda de acordo com o capitão, aconteceu por força de uma mandado preventivo expedido pela Justiça. “Realizamos diligências e localizamos o suspeito. Ele tentou fugir do cerco policial, mas obtivemos êxito e o prendemos”, acrescentou.
O estupro
O nome da turista mineira é mantido em sigilo. Contudo, a Polícia Militar revelou que a mulher é pedagoga e tem 43 anos de idade. Após sofrer a violência, ela cancelou as férias e retornou para Minas Gerais. Consta em depoimento que ela estava hospedada com familiares no bairro de Ponta Negra, em Natal, e realizava passeios pelo litoral potiguar. Acompanhada da mãe, de um tia e de uma amiga, a mulher buscava informações para chegar à Lagoa do Carcará, em Nísia Floresta.
Neste momento, o carro em que o grupo estava atolou e um suposto guia turístico apareceu se oferecendo para ajudá-las. O suspeito disse que acompanharia as mulheres até o balneário mediante pagamento. Elas aceitaram. Em seguida, segundo a polícia, ele ameaçou as mulheres com a mão escondida por baixo da camisa, fingindo estar armado. A mãe, a tia e a amiga da pedagoga presenciaram o estupro.
O capitão Denilson contou que ‘Galo Seco’ já era conhecido por ter cometido outro estupro, quando ainda era menor de idade.
Do G1 RN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.