domingo , dezembro 11 2016
Home / Natureza / Pesquisadores brasileiros descobrem no Ceará fóssil de mais de 100 milhões de anos

Pesquisadores brasileiros descobrem no Ceará fóssil de mais de 100 milhões de anos

Brasília – Pesquisadores brasileiros anunciaram hoje (17), no Ceará, a mais recente descoberta paleontológica de um fóssil de camarão, único exemplar no mundo, encontrado na Bacia Sedimentar do Araripe, no oeste cearense – região conhecida entre os paleontólogos pela qualidade de suas rochas e fósseis.

O trabalho foi conduzido por professores e cientistas da Universidade Regional do Cariri (Urca) e da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). De acordo com os pesquisadores, a descoberta é de “grande relevância para a região, que se evidencia mundialmente diante da importância e variedade fossilífera da Bacia Sedimentar do Araripe”, diz o texto de apresentação da pesquisa.

Pela estimativa dos professores, o fóssil deve ter mais de 100 milhões de anos e foi localizado no ano passado, na área de Missão Velha, no Cariri, no Ceará. Foi quase um ano de pesquisa para buscar comprovações que o fóssil era de um camarão pré-histórico.

Na apresentação da conclusão do trabalho, os estudiosos mostraram a rocha na qual o camarão pode ser visualizado a olho nu, encrustado na parte inferior e bastante evidente. A exposição, segundo os pesquisadores, é para conhecimento da comunidade acadêmica e da sociedade em geral. A descoberta pode levar a evidências que o Semiárido nordestino foi cercado por água.

Uma síntese da pesquisa pode ser obtida no endereço http://www.urca.br/portal/index.php/noticias-e-eventos/14-lista-de-noticias/2028-achado-inedito-de-fossil-no-mundo-sera-apresentado-nesta-quinta-feira-na-sede-do-geopark-.

Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.