terça-feira , janeiro 24 2017
Home / Nacional / Nova testemunha pode mudar rumos da investigação no caso Marcos Matsunaga.

Nova testemunha pode mudar rumos da investigação no caso Marcos Matsunaga.

Elize Matsunaga foi presa pela morte do marido, Marcos Matsunaga (Imagem: Diogo Moreira/Frame / Terra)Elize Matsunaga foi presa pela morte do marido, Marcos Matsunaga

Um advogado que vive no Paraná pode mudar os rumos da investigação sobre a morte do empresário Marcos Matsunaga.
Amigo da auxiliar de enfermagem Elize Matsunaga, acusada do crime, o homem forneceu novas informações que pode ajudar a polícia a descobrir se existiu uma terceira pessoa que ajudou Elize na morte e esquartejamento do marido.
Segundo reportagem publicada no programa Domingo Espetacular, da Rede Record, Giovani Serafini conhece Elize há muito tempo e nega qualquer envolvimento amoroso com a acusada. Ele teria sido a primeira pessoa a saber do crime, segundo as investigações. “Eu liguei, ela disse que não podia falar naquele momento, um minuto depois ela me ligou e aí que ela me contou que o Marcos havia sido morto (…) Aí falei pra ela: você se prepare, porque você como esposa do Marcos – e se isso foi um assalto, ou se ele tinha algum inimigo – com certeza a primeira pessoa que a polícia vai procurar é você”, disse o advogado em depoimento.
Quem convocou Giovani a depor foi a defesa de Elize. Segundo o Ministério Público, o motivo era caracterizar Marcos como um marido violento. Giovani falou à polícia que o casamento dos dois estava em crise. Segundo depoimento da testemunha, a auxiliar de enfermagem teria ligado para ele dias antes de a polícia descobrir o corpo de Marcos e esse fato pode qualificar o crime como premeditado. Como a quebra de sigilo telefônico de Elize não apontou nenhuma ligação para Giovani, a polícia acredita que ela tenha usado outro aparelho de telefone no dia do crime, o que pode confirmar a suspeita de que uma segunda pessoa a ajudou a cometer o crime e a fazer o corpo desaparecer. O fato de Giovani ser especialista em indenizações de seguros aumenta a suspeita sobre a morte do empresário. Em caso de separação, ela ficaria apenas com uma pensão, mas com a morte de Marcos, a filha do casal passaria a ser a herdeira da fortuna da família. Procurada, a defesa de Elize negou que uma terceira pessoa tenha participado do crime.

Do GP1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As gostosas do BBB em ensaios da Playboy e Sexy
error: Você não tem permissão para usar essa função.