domingo , dezembro 4 2016
Home / Mundo / Decisão de desligar aparelhos que mantêm Chávez vivo divide família, diz jornalista

Decisão de desligar aparelhos que mantêm Chávez vivo divide família, diz jornalista

Irmão mais velho do presidente chega a Cuba para resolver impasse

image

AP Photo/ Javier GaleanoAdán Chávez poderá decidir se os aparelhos serão desligados

A chegada do irmão de Hugo Chávez a Havana, a reunião das principais autoridades da Venezuela em Cuba e a falta de informações precisas sobre sua saúde indicam que o presidente venezuelano pode ter piorado e, por isso, não deve assumir o novo mandato presidencial na posse marcada para quarta-feira (10). O governador Adán Chávez, irmão mais velho do presidente, viajou na noite passada para a capital cubana.

De acordo com o jornalista Nelson Bocaranda, um dos mais respeitados nomes da imprensa venezuelana, Adán chegou a Havana para ajudar a família de Chávez a decidir se serão desligados os aparelhos que mantêm vivo o presidente. Pelo Twitter, Bocaranda disse que Chávez não responde mais a nenhum tratamento contra o câncer, e suas filhas estão divergindo sobre o desligamento das máquinas. Diante da "incerteza", elas recorreram a "tio Adán", informa Bocaranda.

Além de Adán e as filhas de Chávez, estão em Havana o vice-presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, a mulher de Maduro, Cilia Flores, e o genro dele e ministro da Ciência e Tecnologia, Jorge Arreaza. O último a chegar a Havana, segundo as agências internacionais, foi Diosdado Cabello, líder da Assembleia Nacional — peça-chave no processo de sucessão de Chávez, caso o presidente não assuma mesmo o quarto mandato, que vigoraria até 2019.

Do R7

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.