terça-feira , dezembro 6 2016
Home / Mundo / Primeiro carro elétrico popular é lançado pela montadora Renault e custa 13.700 euros

Primeiro carro elétrico popular é lançado pela montadora Renault e custa 13.700 euros

Ministro francês da indústria, Arnaud Montebourg, recebe o modelo Zoe do diretor geral do grupo Renault, Carlos Tavares (Foto: BERTRAND GUAY/AFP)Ministro francês da indústria, Arnaud Montebourg, recebe o modelo Zoe do diretor geral do grupo Renault, Carlos Tavares (Foto: BERTRAND GUAY/AFP)

Após um atraso de dois meses, a montadora francesa Renault entregou as chaves do primeiro carro popular 100% elétrico do mundo ao seu primeiro dono: o ministro francês da indústria, Arnaud Montebourg. A cerimônia aconteceu nesta segunda-feira (17) e foi feita pelo diretor geral do grupo Renault, Carlos Tavares.

O modelo tem preços a partir de 13.700 euros (R$ 37.353) na França graças ao incentivo ecológico do governo de 7.000 euros (R$ 19.085). O incentivo garantiu a promessa da Renault, durante o Salão de Genebra deste ano, de apresentar o "primeiro elétrico popular do mundo". Na realidade, exatamente barato ele não é — o Twingo, carro de entrada da Renault sai por 7.990 euros. Porém, perto dos outros elétricos e híbridos vendidos no mundo, como o Nissan Leaf, o preço é sim bem competitivo.

A estreia nas lojas do Zoe estava prevista para o fim de setembro, durante o Salão de Paris, porém os planos foram adiados. A Renault já disponibiliza três veículos elétricos na sua gama de produtos: Fluence ZE, Kangoo ZE e Twizy. Assim, a participação da marca no segmento de carros elétricos europeu passou de 30% em maio para 54% ao fim de junho.

A escolha de Montebourg para a entrega da primeira chave é mais do que simbólica. Além de o governo francês ser o grande responsvel pela viabilização do projeto, o ministro virou símbolo da defesa da indústria local ao comprar briga contra a concorrência "desleal" de produtos importados, como os carros sul-coreanos.

Reduzir 10% emissões de C02 do porfólio
O Zoe reforça o plano da montadora chamado de “Renault Drive The Change” (Mude a Direção, no Brasil), que estabelece a meta de reduzir em 10% as emissões de CO2 de todo o portfólio da marca até o ano que vem. Atingido o objetivo, a meta seguinte é reduzir mais 10% entre 2013 e 2016.

Para uso diário em grandes centros urbanos, o Zoe quer passar a ser conhecido por disponibilizar a mobilidade elétrica “para todos”, bem ao gosto da democracia francesa. Ele tem autonomia para rodar 210 quilômetros sem necessidade, no entanto, a Renault afirma que isso vai variar conforme as condições de rodagem, perfil do trajeto, temperatura externa etc.

Recarga
Sobre a expansão dos pontos de recarga de bateria, a Renault afirma que a estratégia de lançamento do Zoe vem acompanhada de investimento na infa-estrutura que os carros elétricos exigem. De acordo com a montadora, o projeto engloba o Plano Automotivo, anunciado pelo governo francês em 25 de julho deste ano, que prevê a instalação de estações de recarga e a integração dos veículos eléctricos em frotas públicas.

Renault Zoe inaugura nova fase para carros elétricos na França (Foto: Divulgação)Renault Zoe inaugura nova fase para carros elétricos na França (Foto: Divulgação)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.