domingo , dezembro 4 2016
Home / Poemas e poesias / Mensagens poéticas de segunda, 17/12/2012

Mensagens poéticas de segunda, 17/12/2012

poesia-escrita-a-mao

<<< Uma Trova de Ademar >>>
De um olhar triste, alquebrado,
desse meu filho que é ”mudo”…
eu vejo, mesmo calado,
seus olhos dizerem tudo!
–Ademar Macedo/RN–

<<< Uma Trova Nacional >>>
Quanto mais vivo, mais creio,
pelo que vejo na vida,
que só o amor sabe o meio
de curar alma ferida!
–Amilton Maciel/SP–

<<< Uma Trova Potiguar >>>
A insensatez, na verdade,
separou nossos lençóis;
e agora a dor da saudade
dói muito mais entre nós!
–Prof. Garcia/RN–

<<< Uma Trova Premiada >>>
1976 > Nova Friburgo/RJ
Tema > CULPA > 4º Lugar
Dou-te a mão à palmatória…
Foi minha a culpa, confesso;
mas, não te darei a glória
do perdão, que não te peço!
–Antonio Carlos Teixeira/DF–

<<< …E Suas Trovas Ficaram >>>
Eu trago minha alma aflita,
bem vês ciúme em meu rosto;
o mal é seres bonita
e os outros terem bom gosto!
–Aparício Fernandes/RN–

<<< U m a P o e s i a >>>
Entre abraços e beijos ofegantes,
regressar ao passado eu não me atrevo,
nas mil noites de amor que tive eu devo,
ter passado nas mãos de mil amantes,
me cansei das procuras incessantes,
hoje estou com você realizado,
resta apenas dizer muito obrigado,
se eu mudei plenamente o mérito é seu;
o presente maior que Deus me deu,
foi você por quem vivo apaixonado.
–Hipólito Moura/PI–

<<< Soneto do Dia >>>
A MINHA PAZ.

–Raymundo de Salles Brasil/BA–

Eu fiz muitas e muitas tentativas
em busca do prazer – todas em vão,
porque me foram todas tão nocivas,
não me trouxeram paz ao coração.

Busquei no mundo essas prerrogativas,
e o mundo me acenou para a ilusão,
e em todas elas – belas e atrativas –
um gosto amargo de decepção.

Olhando em volta tudo e vendo nada;
nas ilusões – uma ferida em cada,
e exausto de buscar a paz no chão,

olhei pro céu e vi brilhar a luz
maravilhosa e linda de Jesus
que me inundou de paz com seu perdão.

Enviado por Ademar Macedo o poeta do amanhecer

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.