sábado , dezembro 10 2016
Home / Cultura / Fernanda Montenegro inaugura arena cultural no Rio que leva o nome seu marido

Fernanda Montenegro inaugura arena cultural no Rio que leva o nome seu marido

"Eu sou uma suburbana de corpo e alma", disse a atriz Fernanda Montenegro, no início da noite deste sábado (8), ao inaugurar a Arena Carioca no Parque Madureira que leva o nome de Fernando Torres. Aos 83 anos, a viúva do ator e diretor morto em 2008 foi quem sugeriu o nome do artista para o espaço cultural, localizado no tradicional bairro da zona norte carioca.

"Fernando Torres nunca tinha sido homenageado em um espaço cultural. Ele é um homem que deu a vida pelo teatro. Madureira está dentro da minha vivência suburbana e carioca", contou a atriz que nasceu no bairro do Campinho, vizinho a Madureira.

Montenegro conversou com a imprensa minutos antes de subir no palco da arena para recitar letras escritas por célebres compositores do mundo do samba como Paulinho da Viola, Dona Yvone Lara e Diogo Nogueira.

"É uma imensa homenagem. Os espaços tem que ser ocupados com qualidade e com cultura popular e erudita também, por que não?", destacou.

Em seu discurso de inauguração da Arena Carioca Fernando Torres, a atriz defendeu que a programação no espaço seja "diversificada, democrática e constante".

Para a atriz, o mais difícil é manter as políticas públicas.

"É tão grato saber que está a se investir em cultura. As artes cênicas são as que falam diretamente ao coração. Este é um momento muito emocionante para mim e minha família.

Sem Fernando esta nossa família de artistas não existiria", disse emocionou-se a atriz.

Fábio Martins/AgNews

Fernanda Montenegro inaugura arena cultural no Rio

Fernanda Montenegro inaugura arena cultural no Rio

Fernanda Montenegro foi casada com Fernando Torres durante 60 anos.

A prefeitura do Rio investiu R$ 3,7 milhões na construção da quarta arena cultural. O espaço tem 1.372 metros quadrados e 163 metros quadrados de palco para receber peças de teatro, performances e shows musicais.

A capacidade é de 330 pessoas sentadas.

Além do prefeito do Rio, Eduardo Paes, compareceram à inauguração da arena a deputada federal Jandira Feghali (PC do B), o atual secretário municipal da Cultura, Emilio Kalil, e o recém nomeado secretário da Cultura, Sergio Sá Leitão, que assume o cargo em janeiro.

Paes aproveitou para anunciar a ampliação do Parque Madureira em mais três quilômetros. A área tem 93 mil metros quadrados e sé é menor que o Aterro do Flamengo e a Quinta da Boa Vista.

O prefeito destacou ainda que pretende construir mais quatro arenas culturais espalhadas pela zona norte e oeste da cidade.

"A zona norte estava completamente abandonada. Escolhi Madureira para receber a arena porque aqui eh a força do subúrbio carioca. Fernando Torres marcou a história da cultura brasileira no teatro, na TV e no cinema".

Integrantes da Velha Guarda do Império Serrano compareceram ao evento. "Madureira tem muita história. Aqui é a capital do samba mas faltavam áreas de lazer e de cultura", admitiu Silvio do Império, 55.

Folha Ilustrada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.