sábado , dezembro 3 2016
Home / Nacional / Explosão de transformadores no Ministério do Esporte mata funcionário de companhia energética

Explosão de transformadores no Ministério do Esporte mata funcionário de companhia energética


Brasília – A explosão de dois transformadores no subsolo do Ministério do Esporte deixou uma pessoa morta e outra ferida hoje (15), na Esplanada dos Ministérios. Os dois são funcionários da Companhia Energética de Brasília (CEB) e trabalhavam no local quando houve a explosão.

Wilson de Pádua Pires, de 54 anos, chegou a ser levado para o Hospital de Base, mas não resistiu. Ele teve queimaduras e trauma cranioencefálico. Os bombeiros tentaram reanimá-lo no local do acidente, mas não conseguiram. Ele estava a seis meses da aposentadoria. O outro funcionário é José Pereira dos Santos, de 53 anos, que foi levado para o Hospital Regional da Asa Norte.
De acordo com a Assessoria de Comunicação da CEB, a energia do local foi desligada. Logo após o acidente, assessores da companhia informaram que, assim que possível, técnicos da empresa se aproximariam do gerador para tentar identificar qual foi o problema no equipamento.
A Assessoria de Imprensa do Ministério do Esporte divulgou nota, há pouco, informando que a subestação da CEB fica na garagem do prédio e passava por manutenção programada.
Segundo a nota, a explosão foi por volta das 15h. Bombeiros que passavam pela Esplanada dos Ministérios no momento viram a fumaça e prestaram socorro. Eles tentaram reanimar Wilson de Paiva, mas não conseguiram. O princípio de incêndio foi controlado e não passou do subsolo.

O major Wesley da Costa, do Corpo de Bombeiros, informou que existe uma rotina de manutenção periódica no local. Segundo ele, ainda não é possível dizer o que provocou a explosão. O militar disse também que o sistema de controle de incêndio não funcionou, o que significa que as baterias de pó químico não foram acionadas como deveriam ter sido.
O diretor de Operações da CEB, Manoel Clementino, informou que a subestação passava por uma obra de melhoria do sistema. Segundo ele, cada prédio da Esplanada tem uma subestação como essa, formada por três tranformadores. Ele informou que assim  que a falha ocorreu a energia foi desligada preventivamente. A estimativa da CEB é que a Esplanada tenha ficado sem energia por 20 minutos.
“Não temos informação correta da causa do incendio”, disse Clementino. Ele explicou que os funcionários acidentados trabalhavam na recomposição do sistema. “Eles vieram reenergizar e houve o problema. Os dois tecnicos estavam de plantão para fazer manobras que são rotineiras. Qualquer apontamento de falha neste instante consideramos precipitado”, ressaltou o diretor da CEB.
Segundo ele, a CEB é responsável pela subestação e o Ministério do Esporte, pelo sistema contra incêndio que não foi acionado. “O trabalho da perícia é que vai indcicar se houve falha. Tão logo a Polícia Civil libere o local, a CEB vai entrar e fazer os reparos. Não dá para tirar nenhuma conclusão agora.
Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.