terça-feira , dezembro 6 2016
Home / Nacional / Cachaça é uma paixão nacional: Conheça as melhores do Brasil

Cachaça é uma paixão nacional: Conheça as melhores do Brasil

(Foto: iStock)

O Brasil é um país de várias paixões nacionais como o samba, futebol, e por que não dizer a cachaça? Uma bebida por muito tempo discriminada, hoje faz sucesso em grandes restaurantes e bares. "Não é raro encontrá-la exposta como destaque em elegantes bares espalhados pelo Brasil. Os chefs, inclusive, estão se rendendo as maravilhas das cachaças e suas variedades", comenta Alex Mesquita, mixólogo do Paris, restaurante da Casa de Arte e Cultura Julieta de Serpa.

A cachaça é mais que uma bebida, é um patrimônio histórico, começou a ser reconhecida e valorizada pela sua cultura, principalmente entre os turistas, que vêm ao Brasil consumir a caipirinha feita com a velha amiga cachaça. O público que consome essa bebia é bem variado, de idosos até jovens, homens e mulheres.

Mas não se deixe enganar. Nem toda bebida que vem da cana é uma boa cachaça. "Não há como um leigo saber se a cachaça é de qualidade. São necessários anos de experiência, participar de degustações, conhecer aromas, muito estudo do produto. É o resultado de um acúmulo de informações e experiências que você adquire ao longo da vida profissional. Um leigo corre grande risco de comprar gato por lebre", afima Valmir Pereira, sommelier do La Fiducia.

Segundo os profissionais entrevistados são muitas as marcas que fazem sucesso no Brasil, fizemos uma lista com as cinco marcas mais citadas por ambos e esta aí o resultado. Vamos conferir:

Cachaça Anísio Santiago (antiga Havana)

Origem: Salinas – MG
Envelhecimento: 10 anos
Madeira: Bálsamo
Graduação Alcoólica: 44,8% Vol.
Harmonização: Uma das cachaças mais famosas do mundo é também a mais forte. Dona de um aroma forte de madeira que permanece na boca por um longo tempo.

Ypioca Reserva especial 150 anos
Origem: Fortaleza / CE
Envelhecimento: 6 anos
Madeira: Bálsamo (3 anos) e depois no Carvalho (3 anos)
Graduação Alcoólica: 39% Vol.
Harmonização: Os seis anos de envelhecimento trazem a essa um sabor muito complexo e refinado. Deve ser degustada pura num bom cálice e assim sentir os aromas e sabores.

Claudionor
Origem: Januária / MG
Madeira: Umburana
Envelhecimento: 1 ano
Graduação Alcoólica: 48% Vol.
Harmonização: Uma cachaça à moda antiga, com o sabor forte e muito gosto de cana. Embora seja envelhecida conserva a cor transparente. A cachaça Claudionor tem buquê neutro, de cana madura e bem descansada, cujo gosto persiste na boca. É uma cachaça com corpo e equilibrada.

Germana
Origem: Nova União / MG
Madeira: Carvalho
Envelhecimento: 3 anos
Graduação Alcoólica: 40% Vol.
Harmonização: Ideal acompanhar com petiscos, como iscas de peixe. A Germana é ideal para quem gosta de uma cachaça mais leve e com sabor sutil. É um produto que muito agrada ao paladar feminino. O envelhecimento em carvalho proporciona um aroma amadeirado e adocicado.

Bodocó 15 anos
Origem: Betim / MG
Madeira: Carvalho
Envelhecimento: 5 anos
Graduação Alcoólica: 45% Vol.
Harmonização: Além disso, um pouco da resina do malte impregnado na madeira e dos taninos são absorvidos pela cachaça durante o envelhecimento, o que lhe dá a cor dourada e o sabor amaciado, engrandecendo a cachaça ao paladar dos mais fiéis apreciadores.

Harmonização da cachaça em geral
A cachaça, em geral, é utilizada como aperitivo, antes da refeição. As cachaças brancas são ideais para ser servida com petiscos, linguiças e frituras em geral ou para abrir o apetite. Já as amarelas ou envelhecidas e as com adição de sabor, são servidas com pratos mais temperados e com molhos.

Fonte: Yahoo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.