sexta-feira , dezembro 2 2016
Home / Polícia / Polícia prende quatro pessoas por roubo de carro em Ponta Negra

Polícia prende quatro pessoas por roubo de carro em Ponta Negra

Francisco (dir), Thiago, Allison e João (esq) foram presos com cinco carros

A Polícia Militar prendeu, no final da manhã desta terça-feira (23), no bairro de Ponta Negra, em Natal, quatro homens acusados de roubo de veículos. João Antonio Neto, Allison Breno Pereira Lima, Thiago Melo Ribeiro e Francisco de Assis Sanches Alves estavam em uma pousada quando foram cercados pela PM. Com eles foram encontrados cinco carros: dois Palios, de cor branca, dois Golfs, um cinza e outro preto, e um i30 preto. Também foram apreendidas duas pistolas, uma 380 e outra .40, ambas com munição. Os carros e os bandidos foram encaminhados para a Delegacia de Defesa da Propriedade de Veículos (Deprov).
De acordo com o delegado Franklin Albuquerque, os quatro assaltantes foram até o Detran, no bairro de Cidade da Esperança, utilizando um Palio. Chegando lá, abordaram Maria da Paz Silva Lisboa, que iria emplacar seu veículo, da mesma cor e modelo. Ela foi rendida e os bandidos fugiram no veículo. Imediatamente ela acionou a Polícia Militar, que avistou o carro e empreendeu busca silenciosa até a rua Cavalo Marinho, no conjunto Alagamar, onde eles estavam hospedados. Foi solicitado reforço para a Rocam e a BP Choque. Ao chegaram, a PM cercou o local e efetuou a prisão dos quatro homens.
No local, a polícia encontrou também os outros três carros. Ainda de acordo com o delegado, não foi possível averiguar se eles eram roubados, pois não havia boletim de ocorrência para eles. “Suspeitamos que eles sejam clonados, assim como o veículo roubado seria, pois são idênticos. Somente os peritos do ITEP poderão nos dar essa certeza”, declarou.
Ainda de acordo com informações da Polícia Civil, João Antonio Neto havia sido preso por força de mandato na operação Mão na Roda, deflagrada em julho deste ano contra o furto de estepes e outras peças de carros, mas foi solto no mês de setembro porque o Ministério Público não apresentou denúncia contra ele e outros onze acusados.

Cleber Femina / Da Redação Natal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.