quarta-feira , dezembro 7 2016
Home / Mundo / Italiano tem tumor cerebral causado por uso de telefone celular

Italiano tem tumor cerebral causado por uso de telefone celular

O empresário italiano de 60 anos, Innocente Marcolini, depois de usar o aparelho de celular seis horas por dia, durante 12 anos, começou sentir fortes dores na cabeça e no queixo. O empresário foi diagnosticado e ficou comprovado a existência de um tumor cerebral, provavelmente causado pelo uso do aparelho móvel.

Mobile

Segundo o The Sun, o Supremo Tribunal da Itália, em Roma, culpou o telefone como causador da doença de Marcolini. Depois desse episódio os especialistas estão prevendo um montante de vítimas entrando com processos judiciais.

Cientistas britânicos afirmaram não há provas suficientes para provar qualquer ligação entre os tumores e os celulares.

Mas, após a decisão do tribunal de Roma, o Sr. Marcolini disse: "Isto é importante para muitas pessoas. Eu queria que esse problema se tornasse público, porque muitas pessoas ainda não sabem os riscos.

"Eu estava a telefone, geralmente o celular, por pelo menos cinco ou seis horas por dia no trabalho. Eu queria que eles reconhecesse que havia uma ligação entre a minha doença e o uso de telefones celulares.

O empresário alerta: "Os pais precisam conhecer seus filhos estão em risco de doença." Innocente Marcolini

Oncologista respeitado e professor de mutagênese ambiental Angelo Gino Levis deu provas para o Sr. Marcolini – juntamente com o neurocirurgião Dr. Giuseppe Grasso.

Eles disseram que a radiação eletromagnética emitida por telefones celulares e sem fio pode danificar as células, fazendo com que os tumores mais provável. Prof Levis disse ao The Sun: "A decisão do tribunal é extremamente importante. Ele finalmente reconhece oficialmente o link.

Seu rosto ficou paralítico e ele toma morfina diariamente para a dor.

Edifício do tribunal em Roma

Alasdair Philips do Powerwatch, que faz campanha por mais pesquisas sobre o uso móvel, disse: "Este é um caso interessante e comprova a necessidade de mais estudos.

"As pessoas devem limitar o uso móvel e sem fio até sabermos mais."

A Organização Mundial da Saúde pediu limites para uso móvel no ano passado, chamando-os de uma substância cancerígena B Class. Mas um porta-voz da Proteção de Saúde britânico disse a agência: "O consenso científico é que os telefones celulares não causam câncer."

Radiação Internacional biologia especialista Michael Repacholi disse: "Estudos mostram nenhuma evidência de câncer. Mas se você está preocupado, use um fone de ouvido, viva-voz ou alto-falante. "

Advogado mídia Mark Stephens disse que o veredicto poderia "abrir as comportas" – mesmo que não há nenhuma obrigação direta em tribunais britânicos para acompanhar os italianos "chumbo.

Por RN em Rede

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.