sábado , dezembro 10 2016
Home / Política / Deputado Nélter Queiroz se licencia da Assembleia Legislativa do RN

Deputado Nélter Queiroz se licencia da Assembleia Legislativa do RN

O deputado Nélter Queiroz (PMDB) solicitou, nesta terça-feira (16), o afastamento da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte (ALRN) alegando motivos pessoais. Ele entregou o documento de licença à Mesa Diretora e deve voltar para o legislativo somente no ano que vem. O advogado Kelps Lima (PR) vai ficar no lugar de Queiroz.
Recentemente, Nélter andava escoltado pelo Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE). Documentos da investigação da Operação “Mal Assombro”, organizada pelo Ministério Público, afirmam que a morte do deputado foi encomendada por R$ 50 mil. Além de Nélter Queiroz, o prefeito de Assú, Ivan Lopes Júnior, também anda escoltado pelo BOPE. 00 nelter
Quando pediu o afastamento, o deputado justificou que não se sente a vontade sabendo que a população sofre com a falta de policiamento e ele anda escoltado. Ele também argumentou que essa decisão foi difícil e conversada pelos familiares, amigos e com assessoria jurídica.
“Cumpri com meu dever político e deixo o plenário certo que volto a partir de fevereiro de 2013 para ficar mais a vontade”, disse Nélter Queiroz durante o seu discurso na ALRN. “Meu estilo não é de se calar, de recuar. Por isso faço um pedido aos meus colegas deputados. Ajudem a bandidagem a não vencer”, afirmou no final de seu discurso.
A operação investiga grupos de extermínio que atuam na região do Vale do Açu do Rio Grande do Norte. Foi preso o presidente da Câmara Municipal de Assú, Odelmo Rodrigues, que é acusado de ser líder de um grupo que atua naquela região.
No dia 17 de setembro, o advogado Antônio Carlos Oliveira afirmou em coletiva de imprensa que o vereador Odelmo está sendo vítima de perseguição política. Odelmo foi reeleito no município com 1707 votos, mas ainda se encontra preso em Natal.

Fonte: No minuto.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.