sexta-feira , dezembro 9 2016
Home / Justiça / Contrato para aumentar segurança do Enem são investigados pela PF e pelo TCU por suspeitas de irregularidades

Contrato para aumentar segurança do Enem são investigados pela PF e pelo TCU por suspeitas de irregularidades

O Ministério da Educação afirmou que partiu do então ministro Fernando Haddad a iniciativa de pedir uma investigação interna diante de suspeitas de irregularidades em contratos de informática relacionados ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Haddad deixou a pasta este ano, para concorrer à Prefeitura de São Paulo.
Reportagem veiculada ontem pelo jornal Folha de S. Paulo afirma que uma auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU) detectou suspeitas de fraude num contrato firmado pelo Instituto de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelo exame. O contrato, que tinha por objetivo de aumentar a segurança do Enem, também passou a ser investigado pela Polícia Federal.
Segundo o MEC, o Inep acionou o TCU, a Controladoria-Geral da União e o Ministério Público Federal, além da Polícia Federal, para averiguar a veracidade dos documentos apresentados durante o processo de licitação. “Neste momento, o ministério aguarda as conclusões para tomar as medidas cabíveis. Ressalte-se que o então ministro Fernando Haddad solicitou a auditoria e determinou a suspensão dos pagamentos das empresas envolvidas tão logo informado da possibilidade de eventuais irregularidades no processo”, diz a nota do MEC.

Fonte: IG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.