segunda-feira , dezembro 5 2016
Home / variedades / Brasileira que leiloa a virgindade diz não se preocupar com o perfil do parceiro

Brasileira que leiloa a virgindade diz não se preocupar com o perfil do parceiro

O australiano Justin Sisely, diretor do filme sobre o leilão da virgindade de jovens – entre eles Ingrid Migliorini, 20 anos, conhecida como Catarina -, pretender lançar o documentário em 2013.

"Quero lançar o documentário no próximo ano. O filme, com duração de uma hora e meia, vai mostrar o desenvolvimento emocional e psicológico dela", disse ele se referindo à brasileira. Além dela, participa do projeto o russo Alexander Stepanov. Sisely contou que está desapontado com a reação dos australianos. "As pessoas não podem pensar por elas mesmas. Se você faz alguma coisa fora do comum, eles se chocam."
O diretor já teria 100 horas de gravações do projeto que, se bem sucedido, pode dar origem a uma série de televisão sobre a história de outros virgens. A prioridade no momento, segundo ele, é encontrar um apartamento para Catarina, que deve morar em Bondi Beach, a praia preferida dos brasileiros em Sydney.

O diretor acompanhou Catarina durante um passeio pela cidade. Com uma câmera fotográfica na mão, a jovem percorreu os pontos turísticos de Sydney, e disse que não tem planos de voltar tão cedo para o Brasil. "Quero viajar bastante e, talvez, morar em outros lugares. Além disso, ainda quero cursar Medicina na Argentina", disse ela.

Faltando menos de uma semana para o fim do leilão, Catarina garante que não está preocupada com o perfil do parceiro. "Eu encaro como um negócio e, depois, vem uma grande recompensa." O maior lance atingiu US$ 255 mil (R$ 510 mil). Quatro candidatos, ainda dispostos a disputar a virgindade da brasileira, pedem que o regulamento seja alterado e que o ato tenha mais de uma hora para ser concretizado. Um dos participantes estaria disposto a casar com Catarina.

Enquanto bebia um coquetel de frutas no bar da Opera House, a jovem contou que já beijou alguns rapazes. "Na primeira vez, eu conheci o garoto e achei ele legal. Como já estava com 17 anos e ainda não tinha beijado, resolvi experimentar." No entanto, Catarina garante que nunca teve vontade de manter relações sexuais de nenhum tipo.

Fonte: Terra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.