quarta-feira , dezembro 7 2016
Home / Nacional / Ultrassom é levado à selva Amazônica e muda destino de grávidas

Ultrassom é levado à selva Amazônica e muda destino de grávidas

As carreiras da parteira Marinalva Santos de Souza e da ginecologista e obstetra Ana Paula Pina começaram de forma parecida. A primeira estreou na função há 30 anos trazendo ao mundo dois filhotes de uma cadela.
“Deu tudo certo com os cachorrinhos e fiquei confiante. Por sugestão do meu marido, comecei a fazer parto em gente”, diz ela que, na memória, contabiliza 520 crianças trazidas ao mundo na comunidade ribeirinha Mentai, distante 150 quilômetros de Santarém (Pará).

Já Ana Paula Pina, antes mesmo de pensar em cursar medicina, fez o parto da gata de estimação, quando ainda era menina, em São José do Rio Preto, interior de São Paulo.
“Decidi ali a minha profissão”, lembra a médica, que já perdeu as contas dos partos normais e cesarianas em que atuou.leia mais
Fonte: IG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.