segunda-feira , dezembro 5 2016
Home / Esportes / Treinadora da equipe espanhola de nado sincronizado se defende de acusações de assédio!

Treinadora da equipe espanhola de nado sincronizado se defende de acusações de assédio!

RIO – A ex-treinadora da seleção espanhola de nado sincronizado Anna Tarrés, quebrou o silêncio na noite desta quinta-feira e se defendeu das acusações de assédio moral e maus tratos contra suas atletas durante os treinamentos da equipe. Ela foi demitida no início de setembro, antes do término do contrato, previsto para dezembro.
Equipe espanhola de nado sincronizado cumprimenta o público. Foto: AP
Em entrevista a um canal de TV da Espanha, Anna afirmou nunca ter abusado de suas atletas, e que vai processar o presidente da federação, Fernando Carpena, que ela acredita que esteja por trás da carta divulgada pelos membros da equipe acusando a treinadora.
– Não acredito em coincidências e que a carta tenha sido divulgada um dia antes da apresentação do novo técnico. Estou chocada, porque são coisas improváveis. É difícil digerir que muito esforço e dedicação acabem assim. De repente passamos de melhor para se tornar o pior do pior – afirmou Tarrés, que no comando da seleção conquistou quatro medalhas olímpicas (três pratas e um bronze), 26 em mundiais (um ouro, 14 pratas e 11 bronzes) e 25 em campeonatos europeus (três ouros, 15 pratas e 7 bronzes).
Trechos da carta-denúncia das atletas contam que a Anna se referia a algumas como ‘gordas’ e que certa vez chegou a pedir que uma das nadadoras engoli um vômito para continuar a treinar. A treinadora dá sua versão dos fatos.
– Eu não tenho conhecimento de ter pedido a ninguém para engolir vômito. Nem de ter chamado de gorda alguém com a intenção de ferir. ‘Ei, como você está gorda’ é uma das minhas saudações habituais e, ocasionalmente, eu poderia dizer a alguém que era gordinho, e o que tinha de ser feito para controlar o plano de dieta, mas não com malícia. Fora de contexto, qualquer coisa pode ser desaprovada – explicou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.