domingo , dezembro 4 2016
Home / Política / Prefeitura de Natal: Carlos Eduardo tem 50% e Hermano Morais, 13,88%

Prefeitura de Natal: Carlos Eduardo tem 50% e Hermano Morais, 13,88%

A nova rodada da pesquisa Certus/TRIBUNA DO NORTE – a primeira depois do início do horário eleitoral gratuito no rádio e na televisão – mostra algumas variações nos percentuais de intenção de votos dos candidatos à Prefeitura de Natal. O ex-prefeito Carlos Eduardo (PDT) está com 50% e o deputado Hermano Morais (PMDB), com 13,88%. Fircaram praticamente empatados os deputados Fernando Mineiro (PT), com 6,5%, e Rogério Marinho (PSDB), com 6,25%. O professor Robério Paulino (PSOL) tem 1,13% e Roberto José (PCB), 0,75%. Ainda responderam “não sabe” 13,88% e “nenhum”, 7,63%. Essas números são da sondagem estimulada. Os questionários foram aplicados nos dias 29 e 30 de agosto.

Na pesquisa Certus/TN anterior, aplicada nos dias 11 e 12 de julho, Carlos Eduardo estava com 55,71%; Rogério, com 7,43%; Hermano com 7,29%; Fernando Mineiro, com 5,14%; Robério, com 1,4% e Roberto, com 0.43%. Isso significa que Carlos Eduardo teve uma variação de 5,71 pontos percentuais para menos. Hermano Morais  subiu 6,59 pontos. Rogério Marinho variou negativamente dentro da margem de erro (1,18 pontos). Fernando Mineiro também mudou de percentual dentro da margem de erro (1,36 pontos, para mais).

Os números da sondagem estimulada revelam ainda que, nessa nova rodada da pesquisa, Carlos Eduardo tem um percentual maior entre as mulheres (56,41%), do que entre os homens (42,59%). Hermano Morais chega a 17,79% entre os homens e vai para 10,49% entre as mulheres.

O candidato do PT fica, entre os eleitores masculinos, com um índice que é praticamente o triplo (9,97%) do que tem entre as mulheres (3,5%). Rogério Marinho está na faixa dos 6 pontos percentuais nos dois gêneros.

Na distribuição por faixa etária, Carlos Eduardo chega ao maior percentual entre os que têm de 45 a 59 anos (52,07%) e ao menor entre os jovens de 25 a 34 anos (48,19%). Hermano Morais chega a 17,43% entre os eleitores de 16 a 24 anos e vai para 8,97% na faixa de 35 a 44 anos. 

Espontânea

A nova pesquisa Certus/Tribuna do Norte também fez a sondagem espontânea, na qual não é apresentada a lista de candidatos aos entrevistados.

Neste caso, Carlos Eduardo tem 41,75%; Hermano Moraes, 10,50%; Fernando Mineiro, 4,63%; Rogério Marinho, 3,75%; Robério Paulino, 0,38% e Roberto José, 0,25%. Responderam outros nomes que não são candidatos 0,75%; “nenhum”,  12,63%; e “não sabe”, 25,37%.

Aumenta rejeição de quatro candidatos

Os números da nova rodada da Pesquisa Certus/TRIBUNA DO NORTE mostram que os quatro candidatos com os maiores índices de intenção de voto para prefeito de Natal, tiveram um crescimento nos percentuais de rejeição. A nova sondagem aponta que o índice de Carlos Eduardo nesse item é de 14,63%. Próximo, está Fernando Mineiro, com 12%.

A rejeição de Rogério Marinho é de 10,25% e a de Hermano Morais de 7,12%. Roberto José foi rejeitado por 7,38% dos entrevistados e Robério Paulino por 5,25%. Ainda responderam que não têm rejeição contra qualquer dos candidatos 25,50% e que reijatam todos 9,13%.

O aumento do percentual dos que responderam rejeitar Carlos Eduardo foi 6,34 pontos. No caso de Hermano Morais, a rejeição cresceu 2,69 pontos. Fernando Mineiro teve um crescimento na rejeição de 2,43 pontos. Rogério Marinho também tem uma rejeição maior: aumento de 3,11 pontos percentuais.

Definição do voto

Entre os eleitores que foram entrevistados pelos pesquisadores da Certus, 65,76% disseram que fizeram uma opção definitiva para o pleito deste ano. Enquanto isso, 33,97% responderam que podem mudar de voto.

A maioria (68,25%) dos eleitores – independente da escolha que fizeram para o voto na sucessão municipal – afirmam que Carlos Eduardo vencerá a eleição. Há ainda os que afirmam convicção na vitória de Hermano (6%), de Rogério Marinho (2,88%)  e de Fernando Mineiro (1,75%).

Programas interferem no voto de 48,8% dos eleitores

Os programas do horário eleitoral gratuito no rádio e na TV, que começaram a ser exibidos desde o último dia 21 de agosto pela manhã e a noite, são importantes para a definição dos votos de 48,89% dos eleitores natalenses. Esse foi o percentual de entrevistados que responderam  positivamente na pesquisa Instituto Certus/TRIBUNA DO NORTE à questão sobre a influência dos programas dos candidatos na definição do voto. Na mesma questão, 5,30% dos entrevistados consideraram “cedo para saber”  se definirão o voto a partir do que tem visto nos programas, enquanto 45,64% foram categóricos em afirmar que não definirão o voto através do que vêm no Horário Eleitoral Gratuito.

O percentual de influência dos programas sobre a definição dos votos corrobora os índices de audiência do horário eleitoral gratuito. A pesquisa mostra que 71,13% dos eleitores natalenses já assistiram pelo menos uma vez aos programas dos candidatos. Quanto a freqüência com que estes eleitores assistem aos programas, 26,44% afirmaram assistir “todos os dias”; 52,54% apenas “algumas vezes” e 20,67% “raramente”. A audiência é praticamente uniforme, segundo a distribuição dos eleitores pelas zonas geográficas da cidade, com maior incidência entre aqueles da zona norte (75,17%) e menor na zona sul (66,84%).

Eleitores na faixa etária de 16 a 24 anos e com mais de 60 anos constituem a maioria do público que afirma assistir aos programas “todos os dias” ou mesmo apenas “algumas vezes”. Também é nas faixas etárias dos mais jovens – 16/24 anos e 25/34 anos – e entre  eleitores da zona norte que se concentram os maiores índices de “muito interesse” pela campanha eleitoral em Natal.

No geral, quanto ao interesse pela campanha, 32,38% disseram ter “muito interesse”, enquanto 51,25% disseram ter “pouco interesse” e 14,12% afirmaram não ter “nenhum interesse”.os motivos alegados, pelos que tem pouco ou nenhum interesse pela campanha em Natal variaram entre “não gostar de politica” (26,94%), “não acreditar nos políticos (50%) e “a campanha não empolga” (10,27%). Um quarto item apresentado para o baixo interesse do eleitor em relação a campanha foi que “ela está mal feita/mal apresentada”. 4,07% alegaram essa razão.

Em relação a essa “questão estética”, a pesquisa também procurou levantar a opinião dos eleitores quanto a qualidade dos programas apresentados pelos candidatos a prefeito de Natal no Horário Eleitoral Gratuito. Para a pergunta “qual candidato tem apresentado o melhor programa”, os resultados foram: 39,44% para Carlos Eduardo; 17,10% para Hermano Morais; 10,99% para Rogério Marinho; 7,16% para Fernando Mineiro; 0,87% para Robério Paulino. 19,90% não soube responder a esta questão e 3,84% disseram que nenhum dos candidatos apresentam bons programas.

Sete que disputam a reeleição estão entre os dez mais citados

A pesquisa do Instituto Certus/TRIBUNA DO NORTE também levantou as intenções de votos dos eleitores natalenses para a Câmara Municipal. Entre os dez candidatos citados pelos entrevistados, com maiores percentuais, três estão disputando pela primeira vez um mandato. Os outros sete são vereadores que buscam a reeleição.

Os três novatos são jovens, mas dois também são filhos de lideranças políticas com mandatos. O mais bem colocado entre eles é Rafael Motta, filho do deputado Ricardo Motta, presidente da Assembléia Legislativa, que aparece em quarto lugar na lista de citações para a Câmara de Natal. A professora Amanda Gurgel – conhecida pela intervenção que fez em uma audiência pública sobre a educação, divulgada no Youtube – aparece em sétimo e Dickson Nasser Jr. – o pai não disputará um novo mandato – é o décimo na lista.

Fonte: Tribuna do Norte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.