sexta-feira , dezembro 9 2016
Home / Poemas e poesias / O caso bem reparado Mulher não tem coração.

O caso bem reparado Mulher não tem coração.

Léo Medeiros
A viúva de Cazuza
Ainda no cemitério
Não ligou para mistério
Se agarrou com seu Zuza;
Tirou os botões da blusa
Na descida do caixão
Eu vi toda arrumação
Tive pena do finado
O caso bem reparado
Mulher não tem coração.

Na cadeira do dentista
A mulher de Bonifácio
Disse: doutor Anastácio
Não faça golpe de vista
O caboclo muito artista
Quando viu o avião
Soltou o seu boticão
E foi pra cima vexado
O caso bem reparado
Mulher não tem coração.

Na feira de Bodocó
Mariquinha de Zé Braz
Se amancebou com rapaz
Matuto e meio bocó;
Com dois dias de xodó
Arrumou um Ricardão
Bem na cara do bobão
Que viu e ficou calado
O caso bem reparado
Mulher não tem coração.

A mulher quando se dana
Que quer lascar o marido
Todo mês é um vestido
Faz unhas toda semana,
Pega e papoca a grana
Gastando sem precisão
Quando atrasa a prestação
O marido é o culpado
O caso bem reparado
Mulher não tem coração.

(Mote: Heleno Louro)
Glosas: Léo Medeiros
Sobral, 19 de outubro de 2009.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.