segunda-feira , dezembro 5 2016
Home / Mulheres / Mulher: Saiba que quem trabalha muito engorda mais

Mulher: Saiba que quem trabalha muito engorda mais

Muito trabalho pode engordar

O estilo de vida moderno das mulheres traz independência, mas também alguns malefícios. O excesso de trabalho e as muitas horas sentadas fazem com que elas ganhem peso. Além de trocarem uma comida saudável por lanche e de abandonarem as atividades físicas, algumas podem adquirir vícios de nicotina e álcool.

Quem deu o alerta foi a Universidade Monash, na Austrália. Membros do Centro de Saúde e Economia da instituição acompanharam a rotina de 9.276 mulheres por dois anos e concluíram que 55% das profissionais que trabalhavam mais de 35 horas semanais ganharam, pelo menos, 1,5% a mais de seu peso inicial. E mais: as que trabalharam mais de 49 horas por semana tinham uma propensão maior a beber e fumar.

A doutoranda em Endocrinologia da USP e coordenadora e professora da Pós-graduação em Endocrinologia do ISMD, Dra. Claudia Chang, concorda com o resultado do estudo e explica que o ganho de peso progressivo ocorre, principalmente, por conta da dupla jornada da mulher (trabalho e casa).

“Houve um maior sedentarismo (diminuição ou ausência de atividade física) e uma piora da qualidade alimentar (substituição de refeições por lanches). Esse fator diminuiu significativamente a ingestão de alimentos mais saudáveis, como legumes e verduras (‘teoricamente’ mais trabalhosos de se preparar em comparação a um sanduíche, por exemplo)”, disse.

O endocrinologista do Spa Med Sorocaba Campus, Dr. Lucas Tadeu Moura, acrescenta: “Em geral quem se priva de refeições e apresenta maior nível de estresse tende a ganhar peso e desenvolver um maior número de problemas relacionados a este. Essas pessoas também apresentam maior fome a ansiedade na hora de comer, principalmente ao final do dia, em casa.”

Dra. Cláudia lembra que, no Brasil, segundo o estudo “Antropometria e estado nutricional de crianças, adolescentes e adultos”, realizado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e divulgado em 2010, o excesso de peso em mulheres adultas estaria na faixa de 48%. E não houve grande variação entre o público feminino de classes sociais diferentes. A média ficou entre 45 e 49%.

No quesito alimentação outros hábitos contribuem para o aumento progressivo de peso: o longo período em jejum (fazer apenas três refeições por dia) e o consumo de alimentos mais calóricos, como chocolates e doces em geral. “Começar o dia sem tomar café da manhã, substituir refeições por guloseimas e alimentos industrializados e pouca ingestão hídrica também entram nesta lista”, comenta Dr. Lucas.

Agora que pudemos identificar o que leva ao ganho indesejado de peso, a meta é começar a levar um estilo de vida mais saudável. Dra. Claudia e Dr. Lucas dão as dicas:

– Não fique muito tempo em jejum;
– Consuma frutas e cereais nos intervalos das refeições;
– Beba bastante água;
– Mantenha a prática regular de exercícios físicos;
– Opte por uma alta ingestão de legumes, verduras e produtos integrais (ricos em fibras);
– Estabeleça horários para suas refeições ao longo do dia, deixando o trabalho e reuniões em segundo plano nestes momentos;
– Procure profissionais especializados para orientar a melhor dieta e, assim, fugir das armadilhas encontradas em diversos alimentos.

E mais uma dica: “Se no final, mesmo assim você quiser comer chocolate, tente não comê-lo com fome. E evite relacionar o doce a uma ‘recompensa’, pois assim acaba-se criando uma relação de ganho e recompensa nada saudável com o alimento”, finaliza a endocrinologista.


Por Juliana Falcão (MBPress)

Image and video hosting by TinyPic

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.