terça-feira , dezembro 6 2016
Home / Nacional / Grupo falsifica placas da prefeitura e se apossa de terreno privado em Cuiabá

Grupo falsifica placas da prefeitura e se apossa de terreno privado em Cuiabá

Terreno fica em área onde o metro² custa caro

Um grupo de invasores ocupou uma área de propriedade privada na Avenida das Torres, uma das regiões mais valorizadas de Cuiabá nos últimos anos. Para justificar a invasão, foram fixadas no terreo invadido placas que seriam da Secretaria de Infraestrutura de Cuiabá. No entanto, na capital não existe mais esta secretaria, como consta na placa, apenas a Secretaria de Obras. A prefeitura informou também que não reservou nenhum lote no terreno invadido.
Para  ter direito a um lote no terreno, os interessados pagam uma taxa ao líder do movimento, Deurisvaldo Sampaio. Ele contou que está montando um cadastro que já tem 300 pessoas inscritas. O sorteio dos lotes está marcado para esta quarta-feira (26). Cada família paga uma taxa que varia de R$ 50 a R$ 200. “Hoje eu recebi R$ 28 mil e o engenheiro pegou essa obra por R$ 17 mil e eu ainda devo R$ 3 mil”, disse.


Há vários barracos de madeira e de lona no local. As ruas principais já estão abertas e os lotes foram demarcados. Pedras foram jogadas no córrego e se transformaram em caminho improvisado para se chegar a outra parte do terreno e a toda hora entram mais pessoas. “Disseram que é da prefeitura, então nós estamos aqui para ganhar. Todo mundo precisa”, disse o pedreiro João Ferreira de Souza.
“Nós não estamos aqui para brigar e criar caso com ninguém. Nós estamos aqui porque necessitamos de um pedaço de terra”, afirmou Antônio da Silva, desempregado.
Proprietário da área, o médico Kamil Fares mostra a escritura registrada em cartório para provar que a família é dona da área. “Meu pai já tem aquela área lá há 47 anos e a vizinha dele que eu comprei já tem mais de 30”, destacou o proprietário do imóvel. “Eu espero que a Justiça seja feita. A propriedade privada é um patrimônio de quem compra”, reiterou Kamil Fares.
A Secretaria de Obras de Cuiabá disse ter encaminhado uma equipe até o local para retirar as placas e constatou que são falsificadas.

Fonte:G1 MT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.