quarta-feira , dezembro 7 2016
Home / Polícia / Mossoró – Sete pessoas assassinadas em três dias

Mossoró – Sete pessoas assassinadas em três dias

A Polícia Militar e o Instituto Técnico e Científico de Polícia (Itep) tiveram muito trabalho durante o final de semana e a segunda-feira (20), em Mossoró, onde sete pessoas foram assassinadas em apenas três dias, com destaque para o domingo (19), com cinco homicídios. Os crimes aconteceram no bairro Belo Horizonte, comunidade do Jucuri, conjunto Wilson Rosado, Santo Antônio,
Aeroporto II (Quixabeirinha) e Favela do Fio. Na manhã da segunda-feira (20), por volta das 9h50, em um posto de lavagem localizado na rua Seis de Janeiro, Santo Antônio, um homem identificado como Tássio Tales Cordeiro da Silva, 22, foi executado a tiros enquanto aguardava seu veículo ser lavado.
Dois elementos chegaram a pé, efetuaram os disparos e fugiram. Um veículo de cor vinho dava suporte aos matadores, que entraram no carro e fugiram sem ser identificados.
Tássio Tales já havia sido preso em agosto de 2010, após um confronto com a polícia no bairro Nova Betânia, em Mossoró. Ele ainda foi socorrido para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas já chegou morto.
Segundo informações da PM, no domingo (19), por volta das 3h30, o jovem Gledyson Max Dias Barbosa, 22, foi assassinado a tiros de pistola calibre 380 e morreu antes da chegada de socorro médico no bairro Belo Horizonte.
Quase no mesmo horário, por volta das 3h40, Eduardo Alexandre de Araújo foi executado com um tiro de espingarda calibre 12, após uma discussão na saída de uma festa na comunidade do Jucuri, zona rural.
A violência continuou no início da tarde, por volta das 13h30, desta vez na favela do conjunto Wilson Rosado, quando Francisco da Silva Melo, 59, estava deitado em uma rede na sala de sua casa e foi atingido por três tiros, que o acertaram as costas, matando-o ainda no local.

Fonte:omossoroense

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.